.
.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Recordando sonhos que Deus nos deu.

Deus dá-nos sonhos...
É tempo de depositar todas as tristezas da vida, as desilusões e as decepções, aos pés de Deus.
Precisamos voltar a sonhar!

Todos recebemos sonhos de Deus. Uns sonhos são maiores que outros, uns parecem quase impossíveis de se concretizarem. Mas todos preenchem-nos a alma e elevam os nossos desejos mais profundos...

As circunstâncias da vida levam-nos a viver num estado "latente". Vivemos com demasiadas preocupações e ocupações para a nossa mente. Ficamos adormecidos e deixamos de sonhar. Até nos esquecemos que já tivemos sonhos que Deus colocou em nosso coração, algo que desejávamos com muita intensidade e que era bom e agradável aos Seus olhos, para a nossa vida!

Para que Deus possa fazer de nós verdadeiros vasos de honra para Si, precisamos voltar a recordar os sonhos que Ele nos deu e acreditar que Ele tem todo o poder para os concretizar. Não deixemos que os nossos afazeres diários, as nossas responsabilidades e ocupações nos façam esquecer tudo o resto.
Também precisamos lembrar as promessas que temos de Deus para a nossa vida... E quão maravilhosas elas são!

É incrível o que Deus pode fazer com uma simples pessoa, que deseja agarrar o sonho que Deus lhe deu e coloca-se em Suas mãos, deixando-se usar e tornando-se uma bênção para todos!

Por vezes, os que são chamados por Deus sofrem até com os seus próprios irmãos, pois muitos não vão entender.
Jesus não foi aceite na Sua própria terra. Lá, ninguém o recebeu como verdadeiro enviado de Deus.
Foi também chamado de nazareno, dito com desdém, significando alguém que era desprezível ou desprezado. Nazaré, por ser uma terra sem grande valor, era na altura o lugar mais improvável para o surgimento ou para morada do Messias, o Ungido de Deus e libertador do povo de Israel.

"Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo."
Salmos 22.6

"Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum."
Isaías 53.3


José também foi um jovem com sonhos.
Os seus sonhos vinham de Deus, mas ele teve de aprender a humilhar-se e a esperar no Senhor.
Deus, na Sua imensa Graça, tem planos maravilhosos para todos nós, mas antes deles concretizarem-se, precisamos crescer em várias áreas, para que possamos suportar a responsabilidade e depender totalmente d'Ele.
Precisamos descobrir qual é a vontade de Deus para a nossa vida, e depois aprender a viver em função da Sua vontade.

Jacó amava José com amor diferente, pois punha nele as suas expectativas. Ele era filho da mulher que amava.
José tem um sonho e conta aos seus pais e irmãos. No sonho, toda a família estava na sua total dependência. Então, os irmãos sentem-se humilhados, têm inveja e ódio contra José.
Os que são chamados por Deus, por vezes sofrem até com os seus próprios familiares e irmãos na fé, pois muitos não vão entender.

José não compreendia a razão para os seus irmãos não gostaram de si e mostraram o seu desagrado. Estava apenas a contar um sonho, ele nem sonhava que ele viria a acontecer.
Os seus irmãos odiavam a José também por ele ser especial para o pai, sendo filho da mulher que ele amava realmente, o filho que muito desejaram e sonharam ter, entre muita espera e dor. Então decidiram matá-lo...


Claro que Deus não permitiu que isso acontecesse. Então usou Rubén, o seu irmão mais velho, para convencer os outros a vendê-lo.
Ainda que não o tivessem morto, vendê-lo acarretava a possibilidade da sua morte. Embora nunca mais falassem dele, o remorso continuou vivo e presente nas suas almas.

José, assustado, tornado escravo, agora tem de servir sem recusar, todos os desejos de outros senhores.
O seu sonho parece esfumar-se no ar...
Longe do amor e protecção do seu pai, sozinho, escravizado, entregue aos caprichos dos seus senhores, cresceu e aprendeu a sonhar acordado, a não esperar muito da sua vida. Aprendeu a não possuir nada e à mais baixa condição da sociedade.

Quando o novo dono descobre que ele é inteligente e tem capacidade para chefiar outros, é feito o seu homem de confiança sobre todos os seus bens.
De repente, tudo parecia tomar um novo rumo. Agora tinha poder, mas era apenas gestor de bens e realizador de desejos, cuidando para que o melhor não faltasse ao seu senhor.
Deste modo aprendeu a controlar riquezas e a conhecer todas as coisas mais excelentes. Aprendeu a falar com pessoas da classe mais alta e a fazer bons negócios com os comerciantes.

A mulher do seu senhor, observava José nas suas actividades e ficou atraída por ele.
Tinha decidido tornar-se sua, mas José foge e ela desesperada, vinga-se pelo ódio da sua rejeição.
José, desacreditado pelo seu senhor, é lançado no cárcere.
Novamente o seu sonho perde o fulgor e ele mergulha em tristeza...
Qual poderia ser o propósito de Deus para tudo o que lhe acontecera?

Na prisão, o tempo parece não ter significado e José aprende a esperar.
Conhece então várias pessoas com as quais fica encarcerado, compartilha a vida com eles e quando eles sonharam algo diferente, transforma-se em interpretador de sonhos.
Foi na prisão, entre a solidão, a dor da injustiça e as más condições que José, agora um homem refinado e conhecedor das riquezas da vida, aprende o verdadeiro valor de cada pequena coisa. Aprende também a dar valor ao dom que Deus lhe dera.

Subitamente, dois dos seus companheiros de prisão foram chamados a julgamento. José interpretou os sonhos dos seus dois colegas e pede ao que voltaria à corte do faraó que se lembrasse dele quando voltasse ao serviço, mas ele acaba esquecendo-o.
A sua esperança de sair da prisão, lentamente vai-se desvanecendo. Ainda não era o tempo de Deus...

Mas um dia, José é tomado de surpresa, o Faraó queria falar com José e ele nem sabia porquê.
Então começa a sonhar novamente. Seria a sua oportunidade?
De forma a levantar José, Deus dera um sonho que atormentava o faraó e tirara a capacidade de interpretação aos adivinhos e bruxos do Egipto, servos de satanás, para que José fosse a única pessoa capaz de levar resposta a ele.

Quando José deu a interpretação do sonho ao faraó, não sabia o que o Senhor estava fazendo no coração dele. Se mais ninguém havia capaz de fazer a interpretação do seu sonho, não haveria melhor pessoa para levar a cabo a difícil tarefa de armazenar nos anos de fartura o sufuciente para os anos de fome.

Deus, que é omnisciente, permitiu que José sofresse as várias provações que passou, para que crescesse em confiança e conhecimento de Deus e também das coisas da vidadando valor e importância às mais pequenas coisas, para que pudesse chegar a primeiro-ministro. Só assim pode governar o Egipto com sabedoriafazer notório que foi o seu Deus que deu a interpretação do sonho do faraó e o livramento a todo o país e às regiões vizinhas, atravez dele.

Foi então, que pela vontade de Deus, Jacó e os seus filhos ficaram sem ter o que comer. Ouviam rumores de que o Egipto tinha muita abundância, e os seus irmãos decidiram ir ao Egipto em busca de comida.
É então que atravez de artimanhas José consegue manter os seus irmãos com ele e fazê-los trazer o seu irmão mais novo e seu Pai, pois a sua mãe já tinha morrido com o nascimento de Benjamin.
E assim, com a ajuda de Deus, José consegue perdoar os seus irmãos e reencontrar o seu velho Pai, após tantos anos...

Deus deu um sonho grandioso ao seu filho José, mas não o concretizou num instante. José precisou tornar-se aquilo que precisava ser, para que Deus completasse a Sua obra, na sua vida.
E assim é connosco. Não concretizaremos os sonhos que Deus nos deu, de "um dia para o outro", mas se mantermos a nossa fé em Deus, não obstante as dificuldades e as situações que surgem na nossa vida, as quais não podemos entender, a seu tempo veremos esses mesmos sonhos realizados em nós, experimentaremos as grandes bênçãos de Deus em nossa vida e seremos uma bênção para todos os que nos rodeiam.

"Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?"
Salmos 116:12


E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai."
Colossenses 3:17


Deus vos abençoe.

1 comentários:

esterduarte1960 disse...

Foi de grande benção ler este texto em conjunto com os versículos bíblicos. Concordo plenamente, precisamos voltar a sonhar. E quando a nossa mente, corpo e alma estão em sintonia com Deus, quão maravilhosos são esses sonhos e vão chegar ao trono do Senhor e no seu tempo eles vão tornar-se realidade,de acordo com a Sua vontade.

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...