.
.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Deus chama segundo o nosso coração.

A forma como Deus chama, nem sempre é igual.
Deus sonda o nosso coração e esquadrinha o nosso entendimento. Ele conhece-nos melhor que ninguém, até melhor que nós mesmo!

No Tempo em que Jesus iniciou o Seu ministério, os romanos haviam dominado Israel e instituído publicanos, que eram judeus que cobravam impostos ao seu próprio povo, para entregar aos romanos. Estes eram considerados traidores, indignos e impuros. Muitos recorriam à violência e a desonestidade para forçar o povo a pagar os respectivos impostos.

Quando Deus chama, olha para dentro do nosso coração e vê o que ninguém consegue ver.
Por essa razão levanta muitos em Seu nome, que jamais seriam aceites pela sociedade, ou pela própria igreja, pois como homens que somos, ainda que não queiramos, julgamos muito pela aparência, não conhecendo o que arde no coração de cada um.
Deus também tem todo o poder para restaurar, mesmo aquilo que parece impossível a nós. Ele tudo pode fazer, e tem prazer de confundir aqueles que julgam o exterior, com seu modo de agir, sempre surpreendente e maravilhoso.

Quando Jesus, que vinha com alguns que o seguiam, a partir da banda do lago, passou pela banca de cobrança onde estava sentado Levi, o cobrador de impostos, convidou-lhe a segui-l'O.
Ele, como todos os cobradores, era um homem desprezado pelo seu próprio povo. Jamais teria a oportunidade de demonstrar o seu verdadeiro valor, já que todos o conheciam como um dos homens desonestos, ladrões e exploradores do povo.
Como resultado da sua ocupação, os seus amigos e colegas eram as pessoas que faziam o mesmo serviço que ele, sendo também desprezadas pela sociedade judaica e vivendo apenas para acumular dinheiro. 

Ainda assim, apesar dos publicanos serem cúmplices dos romanos na opressão ao povo, Jesus chamou-o para que O seguisse.
Para o povo judeu, o acto de Jesus era loucura. Como era possível, Jesus, o filho de Deus, envolver-se com os párias e os pecadores da nação, não temendo contaminar-se com eles?
Ainda que tivesse um emprego mal-visto e fosse odiado por trabalhar para os romanos que oprimiam o povo, ele era apenas alguém, que como todos nós, precisava de perdão, libertação, cura, restauração e de Jesus em Sua vida, para a transformar e usar. Pode-se dizer que Jesus viu todo o potencial que Mateus teria ao serviço do Reino de Deus.

Mateus, ouvindo Jesus chamá-lo, não permitiu que nada o prendesse e o impedisse de ir. Não permitiu que todas as suas posses e bens materiais, os seus amigos que não entenderiam, nem que os seus próprios problemas tornassem-se impedimento para segui-l'O.
Certamente ele sentiu bem fortemente a voz de Jesus quando o chamava, profundamente até ao seu coração.

"E, passando, viu Levi, filho de Alfeu, sentado na recebedoria, e disse-lhe: Segue-me. E, levantando-se, o seguiu."
Marcos 2:14

"E, depois disto, saiu, e viu um publicano, chamado Levi, assentado na recebedoria, e disse-lhe: Segue-me."
Lucas 5:27


Mateus deixou tudo e segui-O, mostrando que nele existia uma enorme vontade de viver para servir ao Senhor e tornar-se seu seguidor.

"E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na recebedoria um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu."
Mateus 9:9


No dia em que Jesus o chamou para segui-l'O, Mateus fez uma grande festa de despedida, para a qual convidou Jesus e os seus discípulos, e provavelmente também muitos dos seus amigos e antigos colegas.

"E fez-lhe Levi um grande banquete em sua casa; e havia ali uma multidão de publicanos e outros que estavam com eles à mesa."
Lucas 5:29


Sabemos que os pensamentos de Deus não são os nossos. O nosso Senhor não vê como nós, que só vemos o exterior, mas observa directamente para dentro do coração.
"Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração."
1 Samuel 16:7


Do mesmo modo Ele continua olha para dentro de cada um de nós, conhecendo a nossa verdadeira atitude e o que nos leva a estar na igreja. Ele sonda-nos e testa-nos para nos provar.
Que em nós exista apenas sempre o real desejo de servi-l'O, viver para Ele, fazer a Sua vontade e ser útil em Suas mãos, para que Ele se manifeste em nossa vida e atravez de nós.

"Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles."
Mateus 18:20

"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo."
Apocalipse 3:20


Assim como aconteceu com Mateus, que a sociedade já havia condenado e para quem já não existia mais solução, por ser publicano, pecador e, na opinião do povo judeu, não ter salvação possível, também Jesus pode mudar a nossa situação, seja por doença, por falta de perdão, pecado escondido, vício ou frieza espiritual. Jesus é o médico dos médicos, Ele é aquele que pode pôr fim a tudo isso.

Mateus recebeu restauração para a sua vida, pois permitiu que Jesus assim o fizesse. Embora todos tivessem ficado chocados por Jesus o ter chamado e ter entrado em sua casa para comer com ele, Mateus não se sentiu envergonhado, nem duvidou em se haveria de aceitar ou não. Apenas deixou tudo e foi...

Só Jesus pode restaurar a vida daqueles para quem já não há mais solução. Jesus não veio chamar os justos, mas os pecadores ao arrependimento. Apenas Ele faz o impossível acontecer na nossa vida.


Pela sua escolha em seguir Jesus, deixando tudo para trás, Mateus foi tremendamente honrado por Deus. Foi mais tarde escolhido para ser um dos doze discípulos de Jesus. Foi também usado para, atravez de inspiração divina, escrever o seu evangelho.
A sua vida é a prova de como Deus pode transformar alguém e realizar grandes coisas atravez dele.
No seu evangelho, há muitas citações de textos bíblicos do Antigo Testamento, onde Jesus é apresentado como o Messias anunciado pelos profetas.

"E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia Que há de apascentar o meu povo de Israel."
Mateus 2:6


Não nos esqueçamos agora que para agradar ao nosso Senhor precisamos manter o nosso coração sincero e humilde perante Deus e amá-l'O acima de todas as coisas (incluindo todas as pessoas).
Se deixarmos de olhar para Deus acima de todas as coisas, o nosso dia a dia irá, aos poucos, deixar-nos amargurados, e se assim continuarmos, até mesmo infelizes.

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida"
Provérbios 4:23


Precisamos ter o carácter de Cristo em nós, pensar e agir como Jesus faria. Apenas buscando e dependendo da direcção de Deus conseguiremos que Ele se mova em nós, pelo Seu enorme poder e graça sem igual.

Não vivamos de formalidades, formulas ou palavras decoradas. As nossas atitudes, o nosso orar e falar com os outros também, devem expressar aquilo que está no nosso coração: o nosso amor e gratidão imensa pelo sacrifício de Jesus por nós, e pela Salvação que nos comprou, sem que nada mereçamos.

"O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem."
Mateus 15:11

"SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo; A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda. Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado."
Salmos 15:1-5


Deus vos abençoe.

1 comentários:

esterduarte1960 disse...

Efectivamente Deus não olha para nós como os homens, mas sim atenta para o nosso coração. Aos simples e humildes Ele usa nas suas mãos e não aos orgulhosos.

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...