.
.

segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

Os falsos crentes em Cristo Jesus...

Muitos dos crentes dos nossos dias não têm a certeza de quase nada, a não ser que irão para o céu, ainda que vivam segundo os seus desejos carnais, o que contraria a própria Bíblia.

Mas nada é novo debaixo dos céus.
Não é dos nossos dias essa condição de alguns dos supostos seguidores de Jesus...


Temos como exemplo, um crente que realizava obras, mas que ainda assim estava espiritualmente morto, Balaão:


•Ele era um homem a quem Deus se revelava, com quem Deus falava (Nm 22.9).

•No começo ele foi obediente (Nm 22.12-14).

•Ele afirmava conhecer o Senhor e O chamou de “meu Senhor” e “meu Deus” (Nm 22.18).

•Ele adorava o Senhor (Nm 22.31).

•Ele reconhecia a sua culpa (Nm 22.34).

•Ele estava disposto a servir (Nm 22.38).

•Deus colocou Suas próprias palavras na boca de Balaão (Nm 23.5).

•Balaão abençoou Israel três vezes (Nm 23 e 24).

•Ele testemunhou da sinceridade e da fidelidade de Deus (Nm 23.19).

•Ele falou três vezes do Messias como Rei de Israel (Nm 23.21; Nm 24.7,17-19).

•O Espírito Santo veio sobre ele (Nm 24.2).

•Ele testemunhava ser um profeta de Deus (Nm 24.3-4).

•Balaão confirmou a bênção e a maldição de Deus sobre os amigos e inimigos de Abraão (Nm 24.9, Gn 12.3).

•Ele colocou o mandamento de Deus acima de bens materiais (Nm 24.13).

•Ele falou profeticamente a respeito do futuro dos povos, sobre a chegada do Messias e chegou a mencionar o Império Mundial Romano (Nm 24.14-24).



Apesar de tudo isso, a Bíblia chama Balaão de falso profeta, vidente e sedutor (Nm 31.16; Js 13.22; Ne 13.1-3; 2 Pe 2.15-16; Jd 11; Ap 2.14-16):


- Balaão fazia concessões e aceitava comprometimentos.

- Levou o povo de Deus a se misturar com outros povos.

- Havia uma discrepância entre suas palavras e ações.

- Balaão havia levado Israel a essa prostituição.
(Números 31.16, Neemias 13.1-3)


“Habitando Israel em Sitim, começou o povo a prostituir-se com as filhas dos moabitas. Estas convidaram o povo aos sacrifícios dos seus deuses; e o povo comeu e inclinou-se aos deuses delas. Juntando-se Israel a Baal-Peor, a ira do SENHOR se acendeu contra Israel”.
Números 25.1-3


Pedro chama Balaão de alguém que“amou o prêmio da injustiça”.
Na Epístola de Judas ele é chamado até mesmo de enganador (“erro de Balaão”) e no Apocalipse ele é apresentado como alguém que “armou ciladas”.


Não nos enganemos, aparecerão pessoas que até aparentem ser cristãos, durante algum tempo, assistam e participem numa igreja local. Mas haverá sempre um dia em que a máscara cairá e negarão a Jesus abertamente, em seus gestos ou palavras.

Vários são os artistas que têm-se "convertido" e emergido no seio da igreja evangélica de Portugal e do Brasil para confundir ainda mais os (já tão inseguros) crentes do século XXI.
Temos como exemplo em Portugal: Rui Bandeira e Nucha, e no Brasil: a “popstora” Baby, Nina Hagen, Regis Danese, entre outros.

Estes "fenómenos", nunca antes imagináveis, vêm aumentando o nível de confusão dos crentes, especialmente nos movimentos neo-pentecostais (pois defendem a "tolerância" e muitas facilidades, formando cristãos mais liberais), onde o projecto de satanás em destruir a igreja por dentro, tem-se revelado um sucesso incalculável…


A Bíblia diz a respeito das pessoas nos últimos tempos que...

“...os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados”.
2Timóteo 3.13


Estes são os que prostituem-se espiritualmente e comprometem a sua fé (não referindo a luta contra o pecado, que qualquer filho de Deus enfrenta), suportando, permitindo e praticando, sem que a consciência o acuse, de lidar com o pecado de forma consciente e indiferente e de deliberadamente escolherem a prática pecaminosa.

Nos dias de hoje, devemos desconfiar de todos os que fazem sucesso no mundo. A genuína verdade cristã jamais foi aceite pela grande maioria das pessoas. E a prova disso é que mataram o seu autor.
Jesus referiu-se aos seus verdadeiros seguidores como “pequenino rebanho”.


“A fé da moderna igreja evangélica possuiu 100 quilômetros de largura por 1 centímetro de profundidade”
“Não perguntamos: ‘Cristo é seu Salvador', mas: ‘É ele, real e verdadeiramente, seu Senhor?' Se Ele não for seu Senhor, então, com a mais absoluta certeza, ele não é seu Salvador”.
A.W. Pink, evangelista cristão inglês.


Deus vos abençoe.

1 comentários:

Esterr disse...

Muito bom este texto. Realmente cada vez mais em toda a sociedade, existem pessoas falsas, fingidas e interesseiras. Mas está escrito na Bíblia que nos finais dos tempos iria ser assim. Que possamos ter discernimento da parte de Deus, para seleccionar os verdadeiros adoradores de Cristo em espírito e verdade.

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...