.
.

sábado, 5 de janeiro de 2013

A viagem da nossa vida


"Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado." 
1 CORÍNTIOS 9.24-27 





  • A nossa vida é como uma corrida, mais ou menos difícil. Precisamos nos abster de muita coisa, para agradar a Cristo, e não ter medo de lutar. Afastar do que nos impede de servir a Deus na nossa vida. 
  • Temos de ter gravado no nosso coração o nosso objetivo, e que o morrer em Cristo é lucro. É preciso prática, não basta teoria. Para que não sejamos reprovados. 
  • Deus cumpre as suas promessas e não nos deixa cair do tentação que não possamos suportar. 


"Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar." 
1 Coríntios 10.13 




  • A nossa vida também se pode comparar a é uma viagem – não nos podemos preocupar apenas com situações específicas, mas no quadro em geral. 
  • Uma viagem começa sempre pelo primeiro passo – onde precisamos chegar primeiro para embarcarmos no transporte que nos leva ao destino pretendido. 
  • O importante para chegarmos a qualquer lugar é começarmos a andar, colocando sempre os olhos naquele que nos guia – Deus! 
  • Quando escolhemos andar com Deus, nem sempre sabemos o fim da nossa caminhada – mas podemos estar certos que Ele sempre estará ao nosso lado. 







Todos gostaríamos de saber o futuro... "Onde vou estar daqui a uns anos? Vou ter um bom emprego? Vou ter muito dinheiro... uma casa boa... um bom carro? Com quem vou casar? Será que vou ter filhos?"

São muitas as perguntas que surgem na nossa mente... Mas uma é a mais pertinente e surge em muitas alturas da nossa vida: 




"O QUE DEUS QUER QUE EU FAÇA COM A MINHA VIDA??" 


“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais.” 
Jeremias 29:11



Promessa + Preparação = Cumprimento


Ao comprarmos um saco de sementes, temos a "promessa" de que elas germinarão e darão origem a plantas saudáveis. Mas se não prepararmos previamente a terra e as colocarmos nela, a promessa jamais se cumprirá! 

Se obedecermos àquilo que sabemos ser da vontade de Deus e alegremente seguirmos fazendo tudo o que estiver ao nosso alcance, Deus fará a outra parte - aquilo que nos é impossível e que apenas Ele pode fazer
Deus tem prazer em dar aos Seus filhos tudo aquilo que necessitarem, tudo o que sonharem, tudo o que alguma vez desejaram ter, alcançar e ser (desde que seja debaixo da Sua visão). Ele é fiel e, como tal, cumpre sempre as Suas promessas... 


  • Uma viagem começa sempre pelo primeiro passo – onde precisamos chegar primeiro para embarcarmos no transporte que nos leva ao destino pretendido. 
  • O importante para chegarmos a qualquer lugar é começarmos a andar, colocando sempre os olhos naquele que nos guia – Deus! 
  • Quando escolhemos andar com Deus, nem sempre sabemos o fim da nossa caminhada – mas podemos estar certos que Ele sempre estará ao nosso lado.





ANTES DE COMEÇAR PRECISAMOS PENSAR EM VÁRIAS COISAS:


1 - Qual é o nosso destino? Há alguma viagem planeada para nós?
(todo nós somos importantes para Deus - para cada um de nós Ele tem sonhos e planos maravilhosos)

2 - Qual é a vontade de Deus para a nossa vida? (que amemos Jesus, nos entreguemos a Ele, vivamos segundo os Seus princípios, amemos até os que nos maltratam, façamos o bem a todos, sujeitemo-nos à autoridade, passemos por dificuldades de modo a crescermos, defendamos os necessitados, perdoemos os que nos ofendem)

3 - Temos sido fiéis no pouco, nos bens materiais e com os pertences dos outros?
(esforçamo-nos para manter tudo aquilo pelo qual os nossos pais se sacrificam para nos dar?)

4 - Será que estamos entregando o nosso melhor para Ele? Os nossos talentos devem estar ao serviço da vontade de Deus (passa por nos esforçarmos na escola, em casa, no trabalho...) (o que falam os outros de nós, como nos achamos nós, vamos ser o que Deus diz para sermos).

5 - Qual é a nossa fonte de orientação, a Palavra de Deus ou o nosso próprio prazer?
É necessário seguirmos instruções específicas (há que saber pedir – para termos como resposta a paz de Deus).

6 - Andamos segundo os conselhos dos outros, ou damos a última palavra a Deus? 
No fim, ainda que muita gente bem intencionada nos queira ajudar, somos nós que escolhemos o que fazer com a nossa própria vida (devemos ouvir os bons concelhos dos que conhecem a Deus, mas sempre confrontá-los com a Bíblia). 




Se observarmos sempre a vontade de Deus seremos vitoriosos, mas não esqueçamos que é Ele quem nos tem sustido, abençoado, livrado e, se não fosse por Ele, nada alcançaríamos senão a condenação eterna, merecida e terrível... 
Precisamos ser sempre humildes diante do nosso bom Senhor, e eternamente gratos de coração a Ele. 


"Para não suceder que, havendo tu comido e fores farto, e havendo edificado boas casas, e habitando-as, Se eleve o teu coração e te esqueças do SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão;" 

Deuteronômio 8:12-14


"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus."

1 Coríntios 10:31 





Este foi o musical que fizemos na nossa igreja, durante o culto em que celebramos o nascimento de Jesus, recordando tudo o que Deus fez e continua fazendo por nós... 





Deus vos abençoe.

1 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Paz e graça de Jesus.
Parabéns pelo blog muito edificante.
Aprendendo uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
Aproveito a oportunidade para compartilhar também meu blog. Peregrino E Servo.
Que Deus continue a abençoar-vos ricamente.
Antonio Batalha.

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...